Sensibilidade da Tomografia Computadorizada na Detecção de Aneurismas e Estenoses Arteriais

O uso da tomografia computadorizada (TC) na área vascular (angiotomografia) vem ganhando grande destaque com a maior disponibilização de aparelhos de múltiplas colunas de detectores (TCMD – na literatura em inglês usa-se “multiple detector row”, e também a denominação multislice). A TC utiliza emissões de feixes de raio-X que cruzam o corpo do indivíduo e são captados por múltiplas colunas de detectores no lado oposto ao da emissão do raio. Isto gera dados que são reconstruídos em imagens axiais do paciente.

Com a utilização de meios de contraste, a então chamada angiotomografia torna possível obter imagens detalhadas e precisas dos vasos, com qualidade e resolução muito próximas da angiografia. Estas características permitem o diagnóstico preciso das estenoses (ou estreitamentos), das oclusões (ou obstruções) e dos aneurismas (ou dilatações) dos vasos, permitindo muitas vezes evitar uma angiografia. Entretanto a angiografia, por ser considerada o exame padrão ouro para o diagnóstico das doenças arteriais, muitas vezes é realizada para confirmar os achados da angiotomografia.

A avaliação de doenças vasculares pela angiotomografia apresenta aplicação clínica consagrada, se destacando ainda mais recentemente com a tecnologia da TCMD. Exames de toda a aorta torácica e abdominal podem ser realizados em menos de 20 segundos, com alta sensibilidade e especificidade, podendo, inclusive, se realizar a avaliação de endopróteses. Este é considerado o melhor teste diagnóstico para acompanhamento dos pacientes tratados de aneurismas de aorta com endopróteses.

Além da aplicação nas doenças da aorta, na avaliação pulmonar a TCMD permite o diagnóstico de quadros de embolia pulmonar, auxiliando, graças ao amplo campo visual, no diagnóstico diferencial com outras doenças pulmonares. Finalmente, a angiotomografia tem alta sensibilidade e especificidade para detecção de obstruções das carótidas, podendo também ser utilizada para diagnóstico de alterações de vasos mesentéricos e na avaliação de estenoses de artérias renais.

A angiotomografia é método diagnóstico rápido e minimamente invasivo que passou a ser utilizado

recentemente nos casos de aneurisma intracraniano, possuindo 100% de especificidade e podendo atingir

95% de sensibilidade, na avaliação dos aneurismas do círculo de Willis. O exame de angiotomografia possui baixo risco, sendo melhor utilizada na detecção dos aneurismas com diâmetro maior que 3 mm. Possui algumas limitações, como os aneurismas muito pequenos

O diagnóstico inicial de pacientes com doença vascular baseia-se no exame clínico realizado pelo médico. Os exames complementares têm a função de confirmar o diagnóstico clínico e, principalmente, localizar exatamente o processo patológico, permitindo planejar o tratamento.

Dr. Roberto Kel
Especialista em Radiologia Geral e Diagnóstico por Imagem pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.