Tratamento percutâneo de endoleak tipo II guiado por DynaCT

No caso a seguir mostras a associação do que há de mais moderno em se tratando de equipamentos para guiar procedimentos intervencionistas para o tratamento de paciente com endoleak tipo II.
DynaCT é o software registrado pela Simens que torna possível a realização de tomografia computadorizada pelo aparelho de angiografia. Trata-se de uma tecnologia inovadora, que amplia as possibilidades de realização de procedimentos minimamente invasivos na própria sala de angiografia, sem necessidade de transportar pacientes para sala de tomografia computarizada. Com isto há maior agilidade e segurança, visto que este ambiente já está preparado para realização de procedimentos complexos e com equipe treinada, diferentemente de uma sala de tomografia, usualmente utilizada apenas para exames diangósticos.
No caso em questão, uma paciente de 85 anos submetida em outubro de 2010 ao tratamento endovascular de aneurisma de aorta abdominal, evoluiu nas tomografias de controle com a identificação de pequena área persistente de opacificação do saco do aneurisma de aorta excluso, na altura de L4 e L5, compatível com endoleak tipo II por artéria lombar. Endoleak é a denominação de persitência de fluxo no interior do saco do aneurisma, após o implante de endoprótese. No presente caso, o fluxo retrógrado das artérias lombares na altura de L4-L5 tornou-se persistente, o que foi suficiente para promover aumento do saco do aneurisma observado em tomografias seriadas.
Em Julho de 2014, a paciente agora com 88 anos, foi submetida ao tratamento percutâneo com sob anestesia geral e em decúbito ventral. Inicialmente foi localizado através de DynaCT o ponto do endoleak tipo II e marcado ponto de entrada na pele e de chegada na agulha com software Iguide, o que torna possível acompanhamento por radioscopia da progressão da agulha até o alvo. Realizado punção translombar da aorta com agulha de chiba e realizado embolização de um endoleak tipo II com Onyx, que preencheu completamente o espaço onde havia o endoleak.
A paciente foi encaminhada para o apartamento após o procedimento e recebeu alta no dia seguinte, menos de 24 horas após o procedimento.
A tomografia de controle após a embolização mostrou ausência de novos endoleaks.

Endoleak tipo II
Endoleak tipo II
Demarcação do ponto de entrada na pele e do ponto de chegada da agulha com I-guide
Demarcação do ponto de entrada na pele e do ponto de chegada da agulha com I-guide
Punção do Endoleak guiado por fluoroscopia com software I-guide
Punção do Endoleak guiado por fluoroscopia com software I-guide
Injeçao de contraste no endoleak
Injeçao de contraste no endoleak
Preenchimento do endoleak com Onyx
Preenchimento do endoleak com Onyx